Medo de Brilhar

31 mar Medo de Brilhar

Esse post vem em um momento maravilhoso, nesse mês inteirinho dedicado para a mulher, todos os olhos voltados para nós… e vamos falar de medo de brilhar? Sim!!!! Mulherada é preciso olhar para isso de uma vez por todas! Começo dizendo que esse é um caminho no qual estou também, e é desafiante de percorrer, esse é um tema que não é fácil de falar, é algo profundo, complexo, tem muitas crenças envolvidas, quem sabe até mesmo séculos de histórias por trás desse medo. Mas enfim, vamos lá, chega um momento na vida que tem coisas que a gente simplesmente decide encarar, que não dá mais para prosseguir, adiar, abafar ou fingir que não vê. Então força, respira profundo, solta as tensões, abre o peito e se joga na viagem para dentro de você mesma.

Fiquei no casulo por um tempo, me guardando, me esquecendo, me sabotando, me deixando de banho maria, pensando “daqui a pouco”, “mais pra frente”, “agora não é um bom momento”…etc etc Alguém por aí se reconhece? Poise, quantas vezes fazemos isso não é mesmo. Bem vinda ao clube, estamos todos no mesmo barco. E digo mais, esse não é assunto de exclusividade feminina não, está enraizado no ser humano e precisamos levantar uma bandeira para essa causa, vestir a camisa, bater no peito e dizer “o mundo precisa brilhar!”, Você precisa brilhar! Vamos brilhar?

Mas e aí, qual é desse tal de medo? Pois bem, ele é como um bichinho que mora dentro de você e ele é bem danado, atua independente da sua idade, posição social, conta bancária, sobrenome, sexo… ele está aí agora mesmo, por mais que tenha algo que te diga que “ahhh eu não tenho isso”, maravilhoso para você, mas para mim mera mortal, ele tá aqui e tem vezes que é tão grande que eu nem me encontro mais no meio da confusão. E pela maravilha do Universo, nesses 12 anos trabalhando com pessoas nos workshops que ministrei, nas sessões de coaching, treinamento, nas conversas informais e por aí afora, adivinha quem aparecia cedo ou tarde? Simmm esse mostrinho do medo de brilhar. E esse era o momento em que através desse espelho maravilhoso que é o outro, pude ver cada vez mais como ele existia e estava bem enraizado dentro de mim. E confesso que faz muito tempo que queria escrever sobre isso e só agora está fluindo, acredito que faz parte de um plano meu e seu, porque se você está lendo isso agora…ahaaaaa nada é por acaso, isso está dentro de você também e o melhor de isso tudo é que se trabalhamos isso em nós, consequentemente o nosso entorno também recebe os benefícios e podemos inspirar, multiplicar e expandir esse “Poder de Brilhar”.

A gente poderia ficar horas aqui falando disso, escrever páginas e páginas, criar cursos, processos terapêuticos e muitas outras coisas só para poder abranger tudo relacionado a esse tema, mas a idéia aqui é dar uma pincelada nesse assunto e fazer o convite para que de verdade você possa olhar para isso e trabalhar interiormente. Você vai precisar de apoio, é um processo interno de transformação, do inconsciente ao consciente, da sombra à luz, de um redesenho profundo e honesto com você mesma e vai levar um tempo. É preciso coragem para vermos o que não queremos mais e iniciar um caminho de autoconhecimento, de reconhecer todo o “lixo” que levamos dentro e permitir-se ser vulnerável, desnudar-se e se entregar para um mundo desconhecido que existe dentro de você.

O que pode ser feito hoje? Vamos simplificar! Presta atenção nesses 4 passos para atuar em direção a esse medo e poder liberar ele de maneira positiva:

1-ACEITAR

O primeiro passo já diz tudo é ACEITAR e pronto. Olhar no espelho e dizer “eu tenho esse tal de medo de brilhar”. A mudança só começa depois que reconhecemos isso. E que essa aceitação seja com amor, compaixão, humildade, pois isso faz parte de você, não precisa mais negar, rejeitar e sim com total abertura abraçar esse medo e dar o próximo passo.

mujer-calendario-workshops2-DECIDIR

Esse passo só vem depois que você está muito cansada e incomodada com seu medo e realmente quer fazer algo concreto para mudar. Mesmo depois de aceitar tem pessoas que se acomodam e acaba ficando tudo como está. Atenção! Aceitar é diferente de se conformar e ficar na zona de conforto. Por isso, primeiro e segundo passo chegam de mãos dadas, porque você precisa decidir e a decisão vem também acompanhada da ação, do movimento, e de entrar em ação!

3-OBSERVAR

Chamei de “medo de brilhar”, mas quem sabe para você seja “medo de triunfar”, “medo do sucesso”, “medo da exposição”, “medo de ser vista e notada”, “medo de perder minha liberdade”, “medo do empoderamento”, “medo da plenitude”, etc. Por isso nesse passo é importante você se observar para saber reconhecer e identificar como esse medo atua em você e na sua vida, sugiro você olhar 5 aspectos: sua corporalidade, seus pensamentos, emoções, ações e os resultados que surgem dos 4 primeiros aspectos. Busque identificar o máximo de coisas que conseguir em cada um dos aspectos, o que ajuda é se conectar com o medo lembrando de momentos em que você reconhece que ele apareceu e então você começa a observar: naquele momento, como estava seu corpo? e as suas emoções? seus pensamentos? sua atitude? e depois quais resultados negativos vieram como consequência?

4-TRANSFORMAR

Somente depois de identificar com clareza como esse medo está enraizado e o que deriva dele, nos 5 aspectos que falei no passo anterior, somente assim pode criar seu plano de ação para transformar esse padrão sabotador em um novo padrão positivo. Perceba que eu coloquei “transformar”, não falei em acabar com o medo, eliminar, passar por cima dele, virar a página… porque? Ele faz parte de você, o caminho é perceber o lado de “sombra”e levar “luz”até ele, inverter a polaridade, fazer exatamente o mesmo, mas no caminho contrário. O que? Como? Sim, vamos lá, um exemplo: ao me observar  quando estava com “medo de brilhar”, identifiquei que meu corpo fica tenso, fico pessimista, irritada, fico estagnada e tenho como resultado sentir vergonha de mim. Como seria a “outra face da mesma moeda”? Decido transformar meu medo de brilhar em empoderamento, nesse novo padrão meu corpo estará relaxado e harmônico, meus pensamentos positivos e otimistas, estarei tranquila e centrada e terei como resultado autoestima e amor próprio. Simples assim? Sim!!! E agora? Agora você ATUA com esse novo padrão, costumo dizer para meus clientes que é como ir a academia, não adianta ir 1 vez no mês ou na semana, tem que colocar em prática! Então “bora lá!”.

Vou terminar com um poema inspirador que eu amo e me acompanha a muitos anos em vários momentos da minha vida, ele foi escrito por meu mentor. Desejo que possa ser um hino, um norte, uma lembrança de como seguir seus passos pela vida e triunfar!!! Como ele mesmo diz: “Levanta e Brilha!”.

TRIUNFADOR (Por Suryavan Solar)

Não escute os medíocres que te dizem “Não se pode”

Não escute os covardes que te dizem “Não se arrisque”

Não escute ao desconfiado que te diz “Eu não acredito”

Não escute aos ociosos que te dizem “Não trabalhe”

Nem escute ao fracassado que te diz “Não tente”

Só escuta ao otimista que te diz “Avança! Você pode!”

Só escuta aos valentes que te dizem “Não se renda!”

Escuta ao inteligente que te convida a usar a mente!

Escuta aos entusiastas que animam e dão incentivo!

Aos grandes triunfadores que sonham com o impossível!

Escuta aos que conhecem o caminho até a vitória!

Eles construirão mundos, impérios, galáxias, sóis!

Encontrará o maior tesouro que existe na vida, a liberdade verdadeira…

A consciência de quem você é: um ser total, sem fronteira, sem limites e sem miséria!

 

Larisha Paola Bresolin, Instructora Kai Woman

https://souoquemeinspira.com/

 

Facebook Comments